<2 de jul de 2016

aprendendo na cidade





"Quero a delícia de poder sentir as coisas mais simples"
(Manuel Bandeira no poema Belo Belo)

<29 de mai de 2016

O termino sempre pode ser um inicio


Silenciar-se é nascer de novo. Clarice Lispector

Às vezes um silêncio no termino é maior que qualquer discurso com muitos verbos e predicados. Discursos longos com grandes linhas argumentativas às vezes nos levam a horas cansadas e palavras ditas em momentos errados. Por isso prefiro o silêncio, de mim tera apenas o silêncio.
O silêncio finaliza o que as palavras não dão "conta" de dizer.

Esse final de semana particularmente me mostrou essa dinâmica claramente... E de certa forma me sinto aliviada. Entre roda de amigas e cinema no Frei Caneca me sinto agradecida


Marcadores: , ,

<1 de mai de 2016

para nao falar que não aconteceu....

Chile, 1973. Em meio ao golpe de estado que derrubou o presidente eleito Salvador Allende e possibilitou a ascensão do ditador Augusto Pinochet, as massas estão nas ruas protestando, entre eles um casal alemão, Lena (Emma Watson)e Daniel (Daniel Brühl).
Quando o rapaz é levado pela polícia secreta de Pinochet, Lena procura por ele e descobre que seu amado está em um lugar chamado Colonia Dignidad, uma suposta missão de caridade dirigida por um pregador (Michael Nyqvist), só que na verdade é uma prisão de onde ninguém nunca escapou.
 A fim de encontrar Daniel, a moça decide se juntar ao culto religioso da Colonia.


<16 de mar de 2016

Clara e Paola contam como é mamar!



Essa semana uma amiga minha relembrou esse video da Paola onde ela explica porque mama.

Deste video e da recordação saiu esse texto:



"Um dia eu fui em uma reunião na casa de uma moça que fazia slings. No  final dessa reuniao chegou uma mulher atrasada para tomar cafe que falava por todas as juntas que tinha no corpo. A dona da casa amamentavaseu filho de 5 anos e tinha mais uma menina de quase dois. Ambas  falavam e riam e choravam. EU menina, não consegui ir embora. Mal sabia  eu na minha mais simples ingenuidade que aquelas mulheres mudariam minha vida para sempre. NOs três então montamos um grupo de amamentação. Um dia depois de um café - (que eu estava com a moça que falava por todas
as juntas) compramos uns fascículos de uma revista que falava: de  gestação, parto, amamentação e escola. No faciculo de escola tinha um trecho que descrevia um estudo que: crianças amamentadas eram mais inteligentes e mais sociaveis. O tal estudo era de um cientista chamado cesar victora. Eu que almejava amamentar 9 meses, depois, 2 anos, comecei a pensar em atravessar barreiras. No final todas nós estavamos prestes a ultrapassar barreiras. A dona da cada que fazia Sling se chamaAnaly Uriarte , a moca do cafe que fala por todas as juntas é a Ana Basaglia, a essas mulheres eu so tenho a agradecer. Amarei as duas profundamente para o resto das nossas vidas. E a Flávia Gontijo so tenho a agradecer e amar pela companhia de nao me deixar ir sozinha. Fla bora ter filhos juntas de novo"


Marcadores: ,

<25 de fev de 2016

A retomada

Quem me acompanha sabe: eu vou mais eu volto. Esse blog me acompanha e eu o acompanho.

Quero começar o ano de 2016 com a seguinte frase de Clarice Lispector:


"O corpo é a sombra de minha alma."




Marcadores:

<29 de set de 2015

E no final existe esperança

<28 de ago de 2015

A imagem favorita


Essa é a minha imagem favorita do fotografo Marcelo Min. Ele se foi ontem no nosso plano terreno. Mas sempre estara entre nós ou por suas fotos incríveis, ou pelo pulsar de seus filhos ou ainda pelo coração da Luciana.
Desejo que sua passagem tenha muita luz... e também desejo que consigamos confortar a Luciana e os meninos.

Boa passagem!
foto: Marcelo Min

Marcadores:

<27 de ago de 2015

o simples é mágico



"O que não foi será lembrado para sempre, porque nem sempre: o para sempre acaba! "

Passei dias pensando no que escrever, imaginei que palavras  coligadas formariam frases mágicas que representariam tudo, mas foi só  nos últimos segundos que ouvi o que deveria ter escrito desde sempre: ESTOU COM SAUDADES!


Marcadores: ,

<17 de mar de 2015

70 anos de uma brasileira imortal





“Só me falta dizer muito obrigado por você ser tudo o que você é, por você ter nascido e por você ter me dado a felicidade de dividir tão intimamente o meu corpo. Sejamos felizes, é o que quero. E é o que há de ser, meu filho. Sou tua sempre. Mamãe”. DE Elis para o filho dela João Marcelo

Marcadores:

<1 de mar de 2015

As surpresas de um domingo recheado de amor!

            As delicias das amizades


Coisa boa é um amigo/Pra poder se encontrar
E jogar conversa fora/Tu me ensina a viver
Que eu te ensino a sonhar


.....

Coisa boa é um amigo/Pra poder revirar
O que ficou na lembrança/Tu me ensina a viver

Que eu te ensino a sonhar/Cheios de esperança
Coisa boa é um amigo/Pra poder confessar
Cada velha mania/Tu me ensina a viver
Que eu te ensino a sonhar/Cada sonho que havia


....

Coisa boa é um amigo/Pra poder relembrar
Pois são tantas histórias/Tu me ensina a viver
Que eu te ensino a sonhar/Pela vida afora


....

Coisa boa é um amigo/Pra poder relaxar
E jogar conversa fora/Tu me ensina a viver
Que eu te ensino a sonhar/E vamos tocando a bola.
 
 

Marcadores:

<11 de fev de 2015

lugares que me fazem bem





O deslumbre da capital federal sempre me surpreende. Ora pelas construções ora pelo Céu.
Gosto de imaginar esse céu plano que reflete essa cidade plana.

Todas as inspirações de Oscar... de um vanguardista arquiteto, comunista e ateu. E mesmo indo contra os principais pilares moralistas da sociedade brasileira ainda assim, o povo se orgulha.

Talvez todos os brasileiros tenham essa pitada na alma de ateu comunista e que respira vanguarda, mas catolicamemte nunca iremos assumir.

Aqui um pouco vou descrever um dos versos do rock brasiliense:

"Agora tanto faz
Estamos indo de volta pra casa
Mesmo com tantos motivos
Pra deixar tudo como está
Nem desistir, nem tentar
Agora tanto faz
Estamos indo de volta pra casa"


E eu  me sinto aqui sempre sequestrada pela cidade, em meio ao caos e incertezas da atual política, mas ainda sequestrada e confiante



Marcadores:

<8 de fev de 2015

as tardes de domingo...

Advogando no domingo e achei essa relíquia: Cássia Eller que morreu em 2001 foi lembrada por Marisa Monte na canção "ECT", composição de Marisa, Nando Reis e Carlinhos Brown. "Cássia nos pediu uma música para gravar, mostramos várias e ela escolheu 'ECT'. A gravação dela foi tão forte que a música se tornou dela. Sinto muita falta da Cássia, ela foi uma grande referência para mim. Dizem que saudade não é quando a gente sente falta de alguém, mas quando sentimos sua presença. Salve Cássia", disse Marisa, em sua apresentação em Brasília-DF (17/11/2012)


Marcadores: ,

<4 de fev de 2015

ao longe









"Quantas vezes te desenhei
Mas não consigo
Ver o teu sorriso no fim
Te sigo
Caminhando pelo recreio
Quem sabe
Você tropeça em mim

Se enamora
Quem vê você chegar com tantas cores
E vê você passar perto das flores
Parece que elas querem te roubar

Se enamora
Quem vê você chegar com tantos sonhos
E os olhos tão ligados nesses sonhos
Tesouros de um amor que vai chegar"

<10 de jan de 2015

para meu 2015



 "A vida se renova na esperança de um dia novo."
Carlos Drumond de Andrade

E a sua vida em que momento se renova? qual sua esperança para 2015?

Marcadores: , ,

<1 de jan de 2015

2015


 
Ta perdoado!

<29 de dez de 2014

divergentes



Sensação

Na madrugada de uma noite de verão;
Em um ano que já não é mais ano,
E o que sinto?
 Que nada funciona!

Todo esse cenário é um grande jogo de xadrez ?
Onde eu me encaixo?
Qual é a minha estratégia mesmo?

Triste será o dia que Policardo 
Descobrirá que não temos função;
E que a vida segue assim mesmo!

Gostaria de me contentar 
com a batida do coração!



Sempre muitas saudades de vc sempre.
 


Marcadores: , , , ,

<8 de nov de 2014

sonhos que vivem longe




 SONHEI

Ontem sonhei com você
Com sua aflição
Com seu prazer e
Com seu pecado

e do sonho eu fiquei

AFLITA

Aflita

por não fazer nada
por sua aflição e dor
por não ser eu que passei por aquilo
e por

não ser REAL!

Quando nos encontraremos em momentos calmos?
Quando finalmente será possível olhar realmente?
Por enquanto fiquemos com a numeração! 

Marcadores:

<4 de nov de 2014

Profundos olhares





"Mas também não diz mais nada
Menino bonito
E então quero olhar você
Depois ir embora
Ah! Ah!
Sem dizer o porquê
Eu sou cigana
Ah! Ah!
Basta olhar prá você...
E eu me sinto enfeitiçada
Correndo perigo
Seu olhar
É simplesmente
Lindo!..."
Rita Lee

Entre um trabalho aqui  atolado, e outro ali embrulhado.. surgiu seu olhar profundo e sorriso nosso solidário!

Marcadores: , , ,

<26 de set de 2014

365 dias.

"Quando a gente esquece do passado, o passado retorna”
 Fcassab



Marcadores:

<27 de jan de 2014

Para a Primeira lua cheia do ano

 
Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim. 
(Ausência de Carlos Drummond de Andrade | imagem "the absence" by Helmut R. Kahr)
"by Denize Barros"

Marcadores: ,

<24 de dez de 2013

sempre Vinicius



Poema de Natal

Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para enterrar os nossos mortos —
Por isso temos braços longos para os adeuses
Mãos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra.

Assim será nossa vida:
Uma tarde sempre a esquecer
Uma estrela a se apagar na treva
Um caminho entre dois túmulos —
Por isso precisamos velar
Falar baixo, pisar leve, ver
A noite dormir em silêncio.

Não há muito o que dizer:
Uma canção sobre um berço
Um verso, talvez de amor
Uma prece por quem se vai —
Mas que essa hora não esqueça
E por ela os nossos corações
Se deixem, graves e simples.

Pois para isso fomos feitos:
Para a esperança no milagre
Para a participação da poesia
Para ver a face da morte —
De repente nunca mais esperaremos...
Hoje a noite é jovem; da morte, apenas
Nascemos, imensamente.

<13 de dez de 2013

131213


<3 de dez de 2013

Felicidade em momentos

"Tem vez que as coisas pesam mais
Do que a gente acha que pode aguentar
Nessa hora fique firme
Pois tudo isso logo vai passar
Você vai rir, sem perceber
Felicidade é só questão de ser
Quando chover, deixar molhar
Pra receber o sol quando voltar
Melhor viver, meu bem
Pois há um lugar em que o sol brilha pra você
Chorar, sorrir também e depois dançar
Na chuva quando a chuva vem
"

Felicidade/Marcelo Jeneci

Vamos então se jogar nessa vida. Momentos bons e ruins fazem parte desta jornada que nos fazem crescer!

Marcadores:

<30 de nov de 2013

tempo e movimento


 O movimento da vida é contado por segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos e muitas formas de agrupamentos. Mas o ritmo com que a vida anda não há como medir.

Quando a vida passa lentamente podemos observar com mais quietude os movimentos, o tempo, as pessoas, a vida.

Já quando a vida nos atropela por sua velocidade veroz nada nos resta se não respirar. E pensar que é o movimento ... o ritmo que a vida esta nos impondo.

E ai de repente você olha para o calendário e se foi um mês. E o que resta de um mês? Como foi mesmo aquele mês? Como pode mesmo sua vida ter mudado tanto?

Mas é preciso compreender que os movimentos vividos estão todos interligados e as razões não estao sempre claras. Os motivos ainda estão por vir e servimos muitas vezes de instrumento da vida.

Por isso aproveitar cada momento para aprender com ele se faz fundamental.



Marcadores:

<21 de nov de 2013

da vida!




"Leve com você apenas 
o que combina e cabe 
na sua nova etapa de vida. 
O que sobrar, venda, ou melhor ainda: doe."

Caio Fernando Abreu

Marcadores:

<12 de nov de 2013

as coisas existem!


Marcadores:

<10 de nov de 2013

Ideias

Nunca amamos ninguém. Amamos, tão-somente, a ideia que fazemos de alguém. É a um conceito nosso - em suma, é a nós mesmos - que amamos. Isso é verdade em toda a escala do amor. No amor sexual buscamos um prazer nosso dado por intermédio de um corpo estranho. No amor diferente do sexual, buscamos um prazer nosso dado por intermédio de uma ideia nossa.
Fernando Pessoa

Qual sua busca? qual seu prazer? por onde passa a sua vida?

As minhas idéias loucas e escolhas insanas sempre me deixam na duvida, porque hora mudam e porque hora eu acho que mudaram! Mas tudo no campo das idéias longe da realidade!


Marcadores:

<8 de nov de 2013

quando não basta


 
 
"Um amigo me chamou pra cuidar da dor dele, 
guardei a minha no bolso.
 E fui."
( Clarice Lispector)
 

Marcadores:

<6 de nov de 2013

seguir caminhando!



"Ao pasar por Camariñas
Por Camariñas, cantando
Por Camariñas, cantando
As nenas de Camariñas
Quedan no río lavando
Quedan no río lavando
Camariñas, Camariñas
Xa me vas camariñando
Xa me vas camariñando
Por unha de Camariñas
Vivo no mundo penando
Vivo no mundo penando"

Luar na Lubre

Mais informações »

Marcadores: ,

<5 de nov de 2013

o que foi anunciado



E não foi querido ver ... acontece mesmo assim! Saber talvez não tenha me poupado de caminhar por esses trilhos, mas talvez tenha me preparado para passar pelo obstáculo.

Algumas vezes servimos de ferramenta para vida, outras somos apenas a vida!

Se é duro passar? As vezes simplesmente necessário. Projeções acontecem! As coisas acontecem e caminhar se faz necessário! Sempre com muita integridade!

Marcadores:

<1 de nov de 2013

homenagem


Porque algumas coisas na vida simplesmente não deveriam acontecer! fica meu coração com meus amados!

Marcadores:

<28 de out de 2013

rumos



Durante anos você segue o mesmo caminho. Anda por essa rua, desce a consolação, para naquele farol. São sentidos traçados há anos e sigo fazendo sem saber porque faço. No automático da vida

Pois então numa segunda feira você resolve mudar. Aquele traço marcado já não faz muito sentido, em tempos de mudança uma saída pela direita.

Por que não andar na avenida mais famosa da cidade? Um caminho onde faça mais sentido. Pelo menos por hoje! Qual farei amanha? eu não sei! talvez dando graça e leveza a vida!

Marcadores:

<23 de out de 2013

Acaso




“Lembrete do dia:
abrir todas as janelas, para deixar entrar os ventos do acaso.”
By Silvia Badin

Marcadores: ,

<9 de out de 2013

Nada será como antes!




Eu já estou com o pé nessa estrada/ Qualquer dia a gente se vê
Sei que nada será como antes, amanhã/ Que notícias me dão dos amigos?
Que notícias me dão de você?/ Alvoroço em meu coração
Amanhã ou depois de amanhã/ Resistindo na boca da noite um gosto de sol
Num domingo qualquer, qualquer hora/ Ventania em qualquer direção
Sei que nada será como antes amanhã/ Que notícias me dão dos amigos?
Que notícias me dão de você?/ Sei que nada será como está
Amanhã ou depois de amanhã/ Resistindo na boca da noite um gosto de sol

Marcadores: ,

<4 de out de 2013

É preciso dizer tudo?






"Dirão, em som, as coisas que, calados, 
no silêncio dos olhos confessamos?"
José Saramago

O que você deveria ter dito e apenas confessou com o olhar? Qual foi o sentimento não dito por absoluta covardia? O que seu corpo confessou e que sua boca não disse?

Realmente é preciso expressar tudo em som? ou podemos falar por outras formas? Não bastaria um olhar? um sorriso? 

Eu me contentaria com um sorriso, um beijo e um abraço!


Marcadores: ,