<19 de out de 2007

Aniversário do Poetinha


Ai, quem me dera
Ai quem me dera, terminasse a espera
E retornasse o canto simples e sem fim..
.E ouvindo o canto se chorasse tanto
Que do mundo o pranto se estancasse enfim
Ai quem me dera percorrer estrelas
Ter nascido anjo e ver brotar a flor
Ai quem me dera uma manhã feliz
Ai quem me dera uma estação de amorAh!
Se as pessoas se tornassem boas
E cantassem loas e tivessem paz
E pelas ruas se abraçassem nuas
E duas a duas fossem ser casais
Ai quem me dera ao som de madrigais
Ver todo mundo para sempre afins
E a liberdade nunca ser demais
E não haver mais solidão ruim
Ai quem me dera ouvir o nunca mais
Dizer que a vida vai ser sempre assim
E finda a espera ouvir na primavera
Alguem chamar por mim...
inPoesia completa e prosa: "Cancioneiro"
Vinius de Moraes

Talvez precise casar 09 vezes para entender a exatidão dos sentimentos!!!

imagem

http://blog.uncovering.org/archives/uploads/2006/061019_vinicius.jpg

Marcadores: ,

3 Comments:

Blogger Edna Federico said...

Que gostoso ler algo assim bonito numa tarde preguiçosa.
Beijo

3:36 PM  
Blogger luma said...

Salve o poeta!! Ele foi insistente, só queria entender! Parece que conseguiu!!
Bom fim de semana! Beijus

3:29 AM  
Blogger Renato Bueloni Ferreira said...

Ah, Vinicius....e precisa dizer mais?

8:50 AM  

Postar um comentário

<< Home