<18 de jan de 2007

Maioria da população mundial vê ....



.... futuro com pessimismo


Pesquisa encomendada pelo Fórum Econômico Mundial mostra que 48% dos entrevistados acha que situação do mundo para a próxima geração tende a piorar
Fernando Dantas


SÃO PAULO - A humanidade está mais pessimista em relação à segurança e à prosperidade econômica, segundo pesquisa divulgada na segunda-feira pelo Fórum Econômico Mundial e realizada pelo Gallup International com 55 mil pessoas em 60 países, representativas de uma população de 1,5 bilhão.

Uma parcela de 48% dos entrevistados acha que a próxima geração viverá num mundo um pouco mais inseguro ou muito mais inseguro, o que se compara com apenas 26% que consideram que a próxima geração vai viver num mundo um pouco mais seguro ou muito mais seguro. Outros 20% acham que o nível de segurança permanecerá o mesmo. É o quarto ano seguido em que a pesquisa é realizada.

O Fórum Econômico Mundial é a organização responsável pelos encontros anuais em Davos, na Suíça - o próximo começa no dia 25 de janeiro -, nos quais lideranças do mundo político, empresarial, intelectual e religioso se reúnem para uma maratona de debates.
Na Europa ocidental, a região mais pessimista, 68% acham que o mundo será menos seguro, ante apenas 10% que pensam o contrário.

As Américas são a segunda região em pessimismo, com 59% prevendo mais insegurança, e 15% apostando num mundo mais seguro.
Entre os norte-americanos, aqueles números são de, respectivamente, 64% e 11%. No Iraque, a proporção dos que previam um mundo mais seguro para a próxima geração caiu de 61% em 2005 para 36% em 2006.

Em termos de prosperidade econômica, 40% de todos os entrevistados previram que a próxima geração viverá em um mundo mais rico, comparado a 31% que previram um mundo mais pobre.

A Europa ocidental é de novo a região mais pessimista, com apenas 19% prevendo um mundo mais próspero, e 53%, o contrário.
Nos Estados Unidos, 26% crêem em mais prosperidade para a próxima geração e 37%, em menos.

O otimismo econômico na Ásia é bem maior, com 53% prevendo um mundo mais próspero, número que chega a 86% nas seis cidades chinesas incluídas na pesquisa.

A pesquisa mostrou também que os cidadãos do mundo preferem os líderes empresariais aos políticos, considerando que os primeiros são mais competentes, éticos e honestos. Uma parcela de 81% dos africanos considera seus líderes políticos desonestos, número que atinge 90% na Bolívia, 89% no Peru e Equador, 80% na Venezuela e 63% na Argentina.
Na Europa, esse número é de 60%, e nos EUA, de 52%. As duas principais prioridades dos políticos, segundo os entrevistados, deveriam ser eliminar a pobreza e reduzir as guerras.

Voltando do cursinho eu ouvi essa noticia na rádio. Achei bem interessante o pessimismo ter aumentado 3%. Eu particularmente concordo com a pesquisa.
Na hora eu liguei a noticia ao fato. Na segunda fui ao centro comprar uns livros. Foi uma coisa meio que inevitável, pq só tinha lá. Fui depois do almoço. E pela primeira vez desde que estou em São Paulo, há 12 anos, fiquei com medo de andar no centro a pé. Voltei correndo. É engraçado, pq logo o centro, um lugar que adoro andar e sempre me senti a vontade. Conclusão virei prisioneira da violência urbana, tão comun nas grandes cidades.
Mas é engraçado como essa pesquisa reflete bem o panorama de cada região. A Asia está otimista. Parece bem proporcional a abertura economica da China, ou não?
Fazendo minha conclusão de botequim, acho que estamos cada vez mais refens deste mundo tão errado que criamos.
E vcs? Concordam com essa pesquisa?
texto de:
imagens:

Marcadores:

2 Comments:

Blogger thais said...

Ai, nossa. Pior é que é verdade. Eu tenho esperanças de um mundo melhor, mas não acredito que eu vá ver alguma coisa. Não sei nem se a geração dos meus filhos vai chegar a ver.

Não conheço a pesquisa sobre o bb subir a barriga da mãe, não! Manda pra mim?

beijo

8:48 AM  
Blogger Renata said...

Ai menina. A coisa tá cada vez mais feia mesmo... eu não posso dizer que seja pessimista porque com filhos a esperança renova, né? Tem que renovar. Temos que acreditar que eles vão ter um mundo minimamente razoável pra viver... mas está ficando cada vez mais difícil. Acreditar...

9:33 AM  

Postar um comentário

<< Home