<4 de set de 2011

visões de mundo?



Uma árvore em flor fica despida no outono. A beleza transforma-se em feiúra, a juventude em velhice e o erro em virtude. Nada fica sempre igual e nada existe realmente. Portanto, as aparências e o vazio existem simultaneamente

Dalai Lama

Durante muitos anos tentei... tentei ser parte de algo que achei que existia. Acreditava na suas palavras, na vida de margarina que me vendiam.

Então com os olhos e coração ingenuo da época. Arei, plantei, semeie. E não colhi. Então, tentei de novo, de novo e mais uma vez.

E enquanto eu insistia em semear, a maturidade foi se instalando, instalando e instalando.

Então de repente os olhares ingênuos, deram espaço ao intepretação de um olhar de adulto. Que iam além das palavras. As palavras agora eram detalhes. As atitudes sim eram mais importantes.


E de repente em outro terreno floresceu o comercial de margarina. Sorte a minha? Fiz por merecer? Azar do outro terreno? Inutil? Quem?

Marcadores: