<17 de ago de 2010

pensando



Mas eu desconfio que a única pessoa livre,
realmente livre,
é a que nao tem medo do ridículo

Luis Fernando Verissimo

Marcadores: ,