<17 de abr de 2008

O meu de pé de Mangueira


Minha família foi a sétima família a se mudar para o condomínio São Joaquim em Vinhedo inteior de São Paulo. Eu fiz 5 anos lá.
Meu avô como um bom engenheiro agrônomo plantou muitas frutas no quintal. Tinha muita coisa como: pessego, goiaba, maça, mamão, banana, limão, manga e muito mais. Só de manga tinhamos quatro espécies.
Numa bela tarde de primavera após um incrivel vendaval um pé de manga carregadíssimo quase quebrou.Precisamos reforça-lo. Era um pé de manga coração de leão. No começo iamos inspecioná-la todo dia para ver se ela estava bem. Depois de um tempo meu avô deu alto para a o querido pé.
Mas eu jamais deixei de visita-la depois deste acontecido. Acabei virando "amiga" da mangueira. Era lá que lia meus livros (principalmente Monteiro Lobato, afinal a Emilia era a minha mais querida personagem), meus gibis, ia contar as novidades, estudava para as provas, quando estava triste ia chorar minhas magoas lá tb.
Morei nesta casa dos cinco aos quatorze anos. Em dias como hoje, que tenho boas e más notícias, tudo que eu queria era sentar embaixo da sua sombra, sentir seu cheiro e contar as novidades a ela.
imagem
vrm_laran/manga/Mangueira-PE_grd.jpg

Marcadores: ,

8 Comments:

Blogger Sabrina said...

que lembrança linda!
espero que a satisfação das boas notícias ajude a superar o pesar das más!
se precisar... eu não tenho uma mangueira, mas tenho dois ombros!
um beijo...

1:36 PM  
Blogger thais said...

ahhhhh, que delícia que deve ter sido!
eu morro de vontade de dar pros meus filhos um lugar pra gostar, sabe? a sombra d euma árvore, de uma pedra, de um canto do quintal, qq coisa. mas um lugar pra onde eles possam voltar sempre que quiserem. ah, como quero..........

beijo

1:39 PM  
Blogger thais said...

ahhhhh, que delícia que deve ter sido!
eu morro de vontade de dar pros meus filhos um lugar pra gostar, sabe? a sombra d euma árvore, de uma pedra, de um canto do quintal, qq coisa. mas um lugar pra onde eles possam voltar sempre que quiserem. ah, como quero..........

beijo

1:40 PM  
Blogger Fabiola said...

SAbrina:

vc é uma FOFA, pode deixar que se precisar eu grito. Se as coisas não compensarem o importante é vive-las né?

Thais

eu sonho que a Paola possa um dia tb ter. É tão bom. Vinhedo é tão bom que vc não sabe

Bjocas

1:43 PM  
Blogger Renato Bueloni Ferreira said...

Estes posts nostálgicos são sempre deliciosos. Memórias que ficam sempre vivas.
E sobre seu comentário, eu não adivinho nada...na verdade, somos todos parecidos...com as mesmas preocupações, alegrias, medos e angústias.
bj

5:43 PM  
Blogger Milena said...

Fabiola, que maravilha ter um "lugar no mundo", ainda que com o tempo ele se transforme no lugar da memoria! Sim, um lugar é preciso!

Um abraço e obrigada pela visita! Adoro a Teresa Cristina e fico feliz de encontrar mais alguém que gosta dela. O show foi belissimo. Emocionei-me em varios momentos.

11:05 PM  
Blogger Edna Federico said...

Essas lembranças de infância são preciosas!
Beijo

11:48 PM  
Anonymous Amanda said...

Ha eu bem sei o que é isso,eu vivo debaixo de uma mangueira,antes meu quintal só tinha goiabeira e bananeiras,mas agora tem uma mangueira,jovem,mas com muita história p/contar.

5:15 PM  

Postar um comentário

<< Home