<1 de fev de 2008

Espero-te alma estranha


Vc ainda toca minha alma.
De uma maneira tão intensa e tão estranha.
Como seria simples se pudesse resolver com um alô.
Mas nem sempre podemos desfrutar do simples,
ou talvez o simples nem sempre seja o melhor.

Por isso muitas coisas acabam inacabadas,
por quanto tempo não sei, mas inacabadas.

Vejo a lua se despedindo de novo,
e continuo com a estranha sensação
que tudo continuará assim.

Um dia espero poder abrir minha alma
para ti de maneira mais simples e intensa.

Mas hoje minha alma somente pode
estranhamente esperar-te

Marcadores:

7 Comments:

Blogger Edna Federico said...

Nossa, Fabíola...que lindo isso, muito inspirador.
Beijo

11:25 AM  
Blogger Sabrina said...

Fá, que lindo! Já lí várias vezes, me fez pensar em tantas coisas...
Muitas vezes o simples, que devia estar tão perto e ser tão bom, parece mesmo tão longe. E só nos resta esperar.Doloridamente...
um beijo!
Sabrina

1:32 PM  
Blogger Cris said...

Muito lindo...
O encontro com intensidade entre almas é realmente algo indescritível, e raro...
beijo

9:10 PM  
Anonymous thais said...

ah, que foto mais linda!

beijo

1:17 AM  
Blogger Simone said...

eu acho que sei quem fez essa foto

4:12 PM  
Blogger Dread said...

"Por isso muitas coisas acabam inacabadas,
por quanto tempo não sei, mas inacabadas."


Muitas vezes as coisas terminam antes do fim, e voltam além do meio. Coisas ficam no ar, esperando ser ditas, mais nem sempre queremos ouvilás.

Belo texto amigo.

4:19 AM  
Blogger Fabiola said...

Essa poesia é minha sim
Obrigada a todos,
quem tirou esta foto Si?

9:25 PM  

Postar um comentário

<< Home